Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rapaz Invisível

Sabemos quando ir?

IP.jpg

Escrevi já algumas vezes neste espaço sobre alguns temas e apercebo-me que invariavelmente abordo a temática da comunicação e das relações humanas. Facto ate previsível, dado que são a base do nosso dia a dia social e humanista.

 

Mas, se somos animais sociais, que procuram relacionar-se com os outros, também é verdade que invariavelmente desenvolvemos relações tóxicas para nós.
 
 
O que poderá ser uma relação tóxica? Cada caso é um caso e não devemos generalizar. Tomo cuidado com isso. Mas, respondendo à minha pergunta, diria que relações tóxicas são aquelas que nos criam mais mau estar, sentimentos corrosivos e mau estar do que beneficio.
 
 
Aqui importa também deixar claro que, invariavelmente, as relações humanas atravessam períodos bons e outros de maior desafio, pelo que se considera como tóxica uma relação negativa, continuadamente.
A forma como nos ligamos aos outros depende da forma como nos ensinaram a fazê-lo e pelas nossas vivências ao longo da vida. 
 
Complexas na sua construção, as relações humanas envolvem cedências, compromisso, respeito mutuo e reconhecimento das limitações e pontos fortes de quem temos a frente.  Pautamos a nossa vida social pelo respeito pelo outro e preservação do nosso espaço pessoal e privado.
 
 
No entanto, isso as vezes não acontece..as vezes deixamos a porta aberta a coisas que consideramos abusos, a intromissões na nossa vida pessoal, a omissões que nos doem e a enganos. As vezes, somos vitimas de comportamentos manipuladores e coerção, levando-nos a manter uma relação chamada tóxica. 
 
 
Sentimos que algo não corre bem, que estamos drenados de vitalidade que tínhamos, que a felicidade é inatingível.
Desligar de uma relação assim não é fácil ou imediato. É um processo moroso, exigente em determinação e que necessita de uma boa e solida rede de apoio. 
 
 
Um dos nossos grandes desafios em iniciar esse processo envolve primeiro reconhecer, para nós mesmos, se as ligações que temos em mãos são prejudiciais. É um primeiro passo, essencial para recuperar a homeostasia que necessitamos. 
---
O Rapaz Invisível também está no Facebook e no Instagram. Segue-o.